Gambozino é uma animal imaginário.
Andar aos gambozinos, significa andar à toa, vaguear, vadiar, vagabundear.
É isto que eu prendendo: vaguear por vários assuntos, vários lugares, ao correr da imaginação e da disposição.

domingo, 7 de março de 2010

Saramagos

A abundância de água, resultado de condições meteorológicas que têm tornado este ano um dos mais húmidos dos últimos trinta anos, tem sido propícia ao desenvolvimento da vegetação espontânea. Nos campos não culttivados e nas bermas das estradas vêm-se muitas plantas floridas, entre elas o saramago (Raphanus raphanistrum L.). A simplicidade das suas flores contrasta com a sua fama de terrível erva daninha nos campos de cereais.

6 comentários:

Undertaker disse...

Essa fama de Erva Daninha deve ter sido atribuída por algum membro do Clero que não gosta do Saramago...

LOL...Fina Ironia

camionista disse...

Espera-se que a coincidência de nomes não leve a uma onda de antipatia por estas plantas. Ultimamente, tornou-se moda bater no "outro".

Rafael Carvalho disse...

Nunca provei, mas dizem que os saramagos, ao jeito da couve, podem ser cozinhados!
Cumprimentos.

Júlia Galego disse...

Undertaker, gostei da ironia, seja ela fina ou não.

Júlia Galego disse...

Camionista: o facto de cada vez se cultivarem menos cereais, deu uma trégua a estas plantas. Aliás, há outras também consideradas daninhas que agora são semeadas para pasto do gado (p. ex. a ervilhaca).
Coitada da planta, que culpa tem ela que tenham aproveitado o seu nome para o dar a pessoas (até da minha família...)

Júlia Galego disse...

Rafael: segundo me contavam, "no tempo da miséria" os pobres iam para o campo apanhar várias ervas, como as labaças e os saramagos, estes últimos parecidos com as nabiças.
Cumprimentos