Gambozino é uma animal imaginário.
Andar aos gambozinos, significa andar à toa, vaguear, vadiar, vagabundear.
É isto que eu prendendo: vaguear por vários assuntos, vários lugares, ao correr da imaginação e da disposição.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Nuvens



Viajando na estrada entre Arronches e Campo Maior, ao fim da tarde deste domingo de Janeiro. Nuvens carregadas no horizonte e a visão fugaz de uma azinheira que, rapidamente, desapareceu no sentido contrário ao da deslocação do carro. Quase pôr-do-sol, com a luz rosada a espreitar por uma nesga do manto espesso e cinzento.

3 comentários:

Alsul - Alentejo disse...

Gostei...
Ficou original!!!

Rafael Carvalho disse...

Ao anoitecer ou ao amanhecer, a silhueta de uma azinheira será sempre bonita.
Cumprimentos.

Júlia Galego disse...

Amigos arronchense e Rafael
As experiências às vezes resultam em coisas engraçadas. Com o automóvel em andamento, consegui fotos esquisitas cujo destino só podia ser o caixote do lixo da reciclagem, e algumas que escaparam a esse triste destino.
O céu estava muito bonito e aqui darei conta de algumas fotos que registaram esses momentos.
Quanto a Arronches, cada vez que lá vou descubro sempre coisas de interesse. Mas isso é para desvendar noutro lugar.
Cumprimentos