Gambozino é uma animal imaginário.
Andar aos gambozinos, significa andar à toa, vaguear, vadiar, vagabundear.
É isto que eu prendendo: vaguear por vários assuntos, vários lugares, ao correr da imaginação e da disposição.

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Ou outra forma de fazer as Festas?

Em 2006, a Câmara Municipal de Campo Maior organizou uma semana de festas a que chamou "Tradições". Entre outro eventos, propos à população que enfeitassem as varandas das casas com flores de papel, as "Varandas a S. João". Esta ideia foi induzida por fotografias antigas em que vêem varandas decoradas por altura das Festas do Povo e com referências a S. João Baptista, santo em honra de quem foram realizadas as festas no seu início.
Não foram muitas as varandas ornamentadas. Mas aqui fica a imagem de algumas delas.



Houve quem, vivendo no rés-do-chão, enfeitou a janela.

Este ano está prevista a realização de nova edição desta forma de manter a tradição das flores de papel. Entre o último domingo de Agosto e o primeiro de Setembro, voltaremos a ter as varandas ornamentadas. Provavelmente mais do que no ano passado.

6 comentários:

pessoalissimo disse...

Olaaaaaaaá!

Já fiquei aqui com uma ideia do que me espera quando for aí! :)
Bjs
Fernando

João.Costa Pereira disse...

tive agora conhecimento do Blog
é magnifico,como magnífica é essa Terra que conheci há apenas 15 dias pela mão de uma Amiga que tb hoje me deu a conhecer o blog.
Parabéns e que continuem na defesa das tradições e da Vossa bela Terra.

Júlia Galego disse...

Fernando
Só hoje dei pelo teu comentário.
Espero que este ano seja ainda melhor.
Cá te espero.
Bjs
Júlia

Júlia Galego disse...

João Costa Pereira
Ainda bem que gostou de Campo Maior (vivo cá mas esta não é a terra da minha naturalidade).
Faço o que posso para divulgar não apenas Campo Maior mas outras terras alentejanas.
Aqui só tenho falado das Festas. É no meu outro blogue que faço maior divulgação do Alentejo.

siripipi alentejano disse...

Resolvi hoje Domingo vaguear pelos seus Blogs e acedi a "Outra forma de fazer as Festas?".
Em 18 de Setembro de 2007, na Assembleia Municipal como Deputado Municipal apresentei uma Nota de Protesto pela realização da Semana das Tradições, a que eu tive o cuidado de denominar de pseudo Festa essas famigeredas Varandas de São João. Esse evento induziu erradamente muitos turistas que se deslocaram a Campo Maior como se tratassem das Festas do Povo. Como a Júlia sabe,estas janelas de São João, não foram uma homenagem à nossa memória colectiva e nem uma oportunidade única para mostrar aos visitantes a nossa cultura e usos e costumes, através da Música, Desfiles Etnográficos, Gastronomia, como o Senhor Presidente ecreveu na nota de abertura ao programa. As Varandas de São João nunca fizeram parte da nossa História colectiva, dos nossos usos e costumes, a sua realização foi uma imposição do Presidente da Câmara, o Povo nunca manifestou interesse nessa realização e a prova dessa evidência é que só foram ornamentadas 75 janelas, das quais 62 do casco histórico da Vila.
É verdade que estão de novo anunciadas e eu como Autarca vou de novo protestar com veemência, pois não me posso esquecer que em 2007 foram gastos 55.515,69 €. A Câmara Municipal, no meu entender, tem que apostar na verdadeiras tradições dos Campomaiorenses (Festas do Povo, Saias e Usos e Costumes). são estes valores que temos a obrigação de preservar e incentivar nos mais Jovens, a necessidade de lhes darem continuidade, sob pena de o não fazerem, estas diluirem-se no tempo.
Campo Maior, 27 de Julho de 2008
siripipi-alentejano

Anónimo disse...

Campomaiorense de gema
Aproveito a oportunidade que me dão neste cantinho para poder desabafar....
Foi me dado hoje a conhecer mais uma cópia das nossas FESTAS DO POVO,as festas de S.Tª MARIA DO SADO ..Que pena como as pessoas se prestam a adúlterar as primitivas festas criadas em Portugal ,as FESTAS DO POVO DE CAMPO MAIOR ..
Pessoas com responsabilidades ,pelos lugares que ocupam venham para a rádio ,TV e outros meios induzir em erro o POVO ....
Nem no Redondo ,Arronches e agora Stª Maria ,não são mais que uma cópia das FESTAS DO POVO DE CAMPO MAIOR.
Apelo ,para que haja da parte da Autarquia ,um veemente protesto junto dos responsáveis destas pseudo festas das flores